CHEGOU A HORA DA COLHEITA

 trigo_plantio

Lembro-me da minha infância, quando vivia com os meus pais, numa área rural do Estado do Rio de Janeiro e tive a experiência de presenciar o surgimento de plantações de vários tipos, que eram tratadas com toda atenção, na expectativa da época da colheita. Na verdade, a colheita é a hora mais esperada pelo trabalhador do campo. Todo o trabalho de meses e até anos, pode ser recompensado ou frustrado na hora da colheita.

 

Anos mais tarde, já como estudante de teologia, tive a alegria de realizar um trabalho missionário também numa região rural e me hospedar numa casa de fazenda, que era cercada de plantações por todos os lados. Na verdade, aquela casa parecia uma “ilha”, com lavoura por todos os lados, onde o tempo da colheita era aguardado ansiosamente por todos.

 

Na vida, essa mesma figura pode ser projetada para nos ajudar a compreender os verdadeiros valores, nos quais precisamos investir, se desejamos ter uma boa colheita na hora certa.

 

Encontramos na Bíblia, vários textos que ilustram a importância da semeadura, com vistas `a melhor colheita. O próprio Jesus Cristo, usou com frequência a imagem do plantio e da colheita, também para ilustar verdades espirituais. Na parábola do semeador registrada no Evangelho de Lucas, capítulo 8, o Mestre, referindo-se `a mensagem do Reino, apresenta os impedimentos de uma boa colheita: (1) A incredulidade do coração; (2) a faltar do caráter cristão; (3) a inversão dos valores espirituais; (4) Um coração insensível `a voz de Deus.

 

É na hora da colheita que o verdadeiro resultado do seu plantio será revelado, pois como nos diz a palavra de Deus: “Não devemos nos enganar: Pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”(Gálatas 6:7).

 

Deus nos chama a refletirmos sobre o que estamos semeando no nosso dia-a-dia, na nossa vida, nas oportunidades que temos, na família, no ministério e no Seu Reino. “E isto afirmo: aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará.” (II Cor. 9:6).

 

Ele promete que, no tempo da colheita, poderemos experimentar uma completa satisfação, ainda que durante a semeadura tenhamos sido provados, perseguidos, injustiçados e desconsiderados, mas, como diz o salmo 126:6: “Aqueles que saíram chorando, levando a semente para semear, voltarão cantando, cheios de alegria, trazendo nos braços os feixes da colheita.Louvado seja o Senhor!

About these ads

Sobre Vitor Hugo Mendes de Sá

Vitor Hugo Mendes de Sá é casado com Linéa Dias Mendes de Sá e tem duas filhas: Juliana e Mariana. É pastor por mais de 29 anos, evangelista, formado em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Tem cursos em clínica pastoral, capelania hospitalar, pós-graduação Latu Sensu em ciências políticas e educação(UNB), Liderança avançada pelo Instituto Haggai. É também, Bacharel em Direito(FDCI). Tem sido orador de conferências no Brasil e no exterior. Pastor da Primeira Igreja Batista do Pará. Autor dos livros: Orando com Propósito e Rompendo as Muralhas na Família, ambos publicados pela MK editora.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s