JACKSONEle conseguiu quase tudo, pelo menos é o que parece. Será? Nasceu numa família humilde, porém, com as suas habilidades naturais, conquistou em 50 anos de vida, o que a maioria das pessoas não conseguem conquistar. Tinha uma voz que na verdade não era tão especial assim, porém com os seus movimentos, danças e coreografias, a voz tornou-se apenas mais um complemento em toda a sua performance para ser reconhecido como o “Rei da música Pop”.

 

Talentoso e com uma visão artística inigualável, consquistou fama e riquezas, fãs e, por certo, inimigos, conheceu e foi reconhecido por pessoas “importantes”, políticos e governantes, se esforçou para deixar de ser negro e tornou-se quase branco.

  

Mas quem foi e o que sentia este artista na sua intimidade? Uma de suas músicas, cuja letra tem sido publicada pela imprensa internacional neste dias da sua morte, pode nos levar a imaginar um pouco da sua íntima realidade espiritual.

 

A letra diz: “É quase meia-noite. E algo maligno está te espreitando no escuro. Você tenta gritar. Mas o terror toma o som antes. Porque isso é terror, noite de terror. E ninguém vai te salvar da besta pronta pra te atacar. Criaturas da noite chamam. E os mortos começam a andar. Esse é o final da sua vida. Eles estão lá para te pegar. Há demônios chegando por todo lado. Eles vão te possuir. Eu vou te salvar. Então deixe eu te abraçar forte e dividir uma noite de terror. Assassina, arrepiante, assustadora”.

 

Não podemos e nem devemos julgar, porém quando tomamos conhecimento de uma mensagem como esta, ficamos perplexos e até tristes, pois mesmo tendo ele conquistado muito, parece que faltou o principal. Como registra a bíblia, “Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco e logo depois desaparece ” (Tiago 4:14).

Que Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe para vivermos os nossos dias sempre dentro dos propósitos de Deus! Amém!