UM GRITO DE DOR DAS FAMÍLIAS

Em nossos dias, quase que diariamente somos impactados com notícias nos meios de comunicação, de verdadeiras tragédias em todas as partes do mundo, relatando casos assustadores de violência familiar que nos deixam perplexos. Crianças e mulheres têm sido as maiores vítimas, e essa violência não tem cara, nem cor, nem cultura, nem nacionalidade, pois como temos acompanhado no noticiário, esses fatos têm acontecido em países do Oriente Médio, da África, Ásia, Europa e América. São os mais óbvios direitos humanos sendo desrespeitados; a revelação dos “pais monstros”, que mantêm em cárcere privado suas próprias filhas, com as quais se relacionam por décadas, sem que os próprios vizinhos suspeitem; isso sem mencionar outros que assassinam suas vítimas, sepultando-as no interior de suas próprias residências. Em outros países do continente americano, temos notícias de adolescentes que, armados até os “dentes”, saem atirando contra os próprios colegas, nas escolas públicas de países do primeiro mundo, revelando assim suas crises e revoltas. No Brasil, agora mesmo, toda a sociedade tem acompanhado, através da cobertura jornalística, o julgamento de um casal acusado de jogar a própria filha pela janela do sexto andar do prédio onde viviam.

Não é a primeira vez que episódios como este acontecem, porém estes fatos têm abalado a estrutura emocional das nações, deixando sem respostas juristas, políticos, líderes religiosos, pais, filhos e toda a sociedade num único discurso: “Isso não pode continuar acontecendo!”.

Episódios assim trazem novamente a tona a dor e o sofrimento de famílias inteiras que gritam por socorro em nossos dias!

Há um grito de dor na humanidade de hoje, e como diz o apóstolo Paulo, “sabemos que toda a criatura geme e está juntamente com dores…porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus” (Romanos 8:19 e 22).Que, como Igreja, tenhamos como responder aos desafios das famílias do mundo neste tempo, através do poder do Evangelho de Jesus Cristo. Amém.

Anúncios

Sobre Vitor Hugo Mendes de Sá

Vitor Hugo Mendes de Sá é casado com Linéa Dias Mendes de Sá e tem duas filhas: Juliana e Mariana. É pastor por mais de 33 anos, evangelista, formado em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Tem cursos em clínica pastoral, capelania hospitalar, pós-graduação Latu Sensu em ciências políticas e educação(UNB), Liderança avançada pelo Instituto Haggai. É também, Bacharel em Direito(FDCI). Tem sido orador de conferências no Brasil e no exterior. Pastor da Primeira Igreja Batista na Penha-RIO. Autor dos livros: Orando com Propósito e Rompendo as Muralhas na Família, ambos publicados pela MK editora.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para UM GRITO DE DOR DAS FAMÍLIAS

  1. Fernando Dark Batista disse:

    Pastor eu tambem estou cansado de ver pela tv, pais matando os filhos e muita violencia com nosso pequenos. Tem tanto casal que sonha em ter filhos. O que deixa mais triste ainda, é ver aqueles pais que tem seu filhos, mas batem e espancam, estrupam e matam. Pastor como pode, um pai ou mãe fazer esta coisa terrivel com o proprio filho? Que nem caso de Isabela isso me chocou muito.
    O pai e mãe deveria proteger seus filhos amá-los e respeitá-los.
    Deus te abençoe, Pastor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s