O profeta Joel, cujo nome significa: “O Senhor é Deus”, destaca de maneira enfática em seu livro, no capítulo 2, verso 13, um dramático apelo à sensibilidade espiritual que deve existir  na vida do cristão. Mesmo vivendo no ano 841-835 a.C., a mensagem do seu livro não está na dependência de sua data, e continua relevante para os dias atuais de nossa geração, pois o Profeta exerceu o seu ministério destacando a esperança humana e a promessa de que Deus, soberano em Seu mundo, ainda fará a Sua vontade na Terra, assim como no céu. Eis algumas conclusões dessa expressão: “Rasgai vosso coração”:

1)   Rasgar o coração,  significa repensar a nossa postura, como servos de Deus diante da sociedade.

2)   Rasgar o coração, do ponto de vista da Igreja, significa firmar o nosso papel como “agência de Deus” diante do povo.

3)   No aspecto ético, como comunidade cristã, precisamos reafirmar a conceituação da Palavra de Deus e os seus verdadeiros valores.

4)   Numa ação evangelística-missionária, somos desafiados a considerar um mundo sedento espiritualmente falando, indicando o caminho certo e assinalando com uma nova vida em Cristo Jesus.

Este é o momento de rasgarmos os nossos corações para que definitivamente a nossa cidade, o nosso Estado, o Brasil e o mundo, sejam impactados com a mensagem do amor de Deus. Amém.