Ainda respirando o Dia Mundial do Meio-Ambiente, gostaria de apresentar o que entendo como sendo o papel da igreja de Cristo na preservação da criação, obra belíssima das mãos do nosso Deus.
Poucas sao as igrejas que tratam da sustentabilidade ambiental como parte de uma agenda de inquietações. Ora, se defendemos, teologicamente, a unicidade de Deus, Criador “do mundo e daqueles que nele habitam”, então não teremos de encarar as demandas dessa convicção, assumindo inclusive a liderança das campanhas, no mundo secular, de que a CRIAÇÃO É UM TODO e que, por isso mesmo, a totalidade das coisas criadas haverá de ser considerada indivisível e interligada?

Perdoem-nos a veemência, mas é urgente, pela natural defesa da Bíblia como única regra de fé e de prática, que advoguemos que, fora disso, NADA PODERÁ TER SENTIDO. O mal da ignorância bíblica resultante de um cristianismo superficial, foi ter gerado um desconfortável descompromisso com esse TODO. Na criação, NADA SE ENTENDE POR SI MESMO! Na criaçao, NADA SE JUSTIFICA SEM O ECOSSISTEMA! Na criação, nada se entende SEM INTERDEPENDÊNCIA! E afirmo isso a bem das duas inseparáveis, impartíveis coexistências: a HUMANA e a CÓSMICA.

Louvamos a Deus pelo dom da inteligência e do livre arbítrio. Por isso, pense e faça coro conosco, erguendo sua voz, instruindo a este mundo que já não sabe mais, nem como interagir com a criação, nem como interferir nela, de forma a abençoá-la, enaltecê-la. Desventuradamente, dentre tudo o que decorre dessa alienação de Deus, estabelece-se, cada vez mais entranhado, a vivência e defesa de um evolucionismo inconsequente, insustentável, que deságua no suicídio brutal dos seres vivos a partir do homem e também de seu habitat – o ar que respiramos, a terra onde vivemos, a flora, a água, e a fauna -, com os quais deveríamos conviver segundo os desígnios do Criador para com a Sua criação.

Vamos acordar enquanto é tempo? Vamos reverter esse quadro pensando na preservação de TODA A CRIAÇÃO, para o bem comum? Ocorre-nos agora chamar esta atitude, essa posturan de COSMOVISÃO RADICALMENTE ECOLÓGICA, porque DEUS CRIOU TUDO, FEZ TUDO, E VIU QUE TUDO ERA BOM.

Nesse momento em que o mundo se volta cada vez mais para os cuidados para com o meio-ambiente, discutindo temas como: criacionismo e ecologia; cristianismo e criacionismo, queira Deus abençoar a Criação e as criaturas Suas, de forma a que, por questoes até de princípios mesmo, declaremos incluída a sustentabilidade ambiental na agenda de desassossego dos cristãos!

 (Pr. Eli Fernandes de Oliveira)