Ondas de protestos acontecem últimamente, nos países muçulmanos do Oriente Médio e norte da África. A imprensa fala de choques  que acorrem na Tunísia, Egito e que já foram relatados pela primeira vez na fortemente controlada Líbia de Gaddafi, e novos protestos ocorreram em Bahrein, Iêmen, Iraque e Irã.

Uma das mensagens mais extraordinárias que encontramos na Bíblia Sagrada nos foi transmitida pelo próprio Senhor Jesus Cristo, quando disse aos seus discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou”(João 14:27ª).

Nestas palavras, descobrimos que a verdadeira paz significa muito mais do que a simples ausência de guerra e conflitos.

De outro lado, é possível não se enfrentar os conflitos das guerras e, mesmo assim, não se experimentar a paz.

Jesus Cristo, ao pronunciar estas palavras, revelou aos discípulos que se encontravam tristes, ansiosos e até mesmo desesperados diante das circunstâncias que enfrentavam, que a paz que Ele nos garante é a verdadeira paz, pois somente ele é o “Príncipe da paz”.

As suas palavras não fazem parte de uma simples retórica, sem nenhuma ação concreta e concisa, antes, nos assegura a experiência transformadora, de algo que somente podemos encontrar trilhando o caminho da fé n’Ele, como o nosso único e suficiente Salvador!

Que sintonizados com esta mensagem, permitamos que o Espírito Santo tenha plena liberdade para atuar em nossas vidas, sempre anunciando ao mundo que “Cristo é a nossa paz.” Amém.