Na Páscoa somos levados ao calvário e podemos relembrar o sofrimento de Cristo em nosso lugar. Alí na cruz, Jesus Cristo cumprindo a sua missão e declarou: “Está Consumado”.

Esta não é uma expressão de derrota, antes, de vitória, de vida, pois Jesus cumpriu cabalmente a missão que recebeu do Pai.

Esta expressão também não define uma obra inacabada; significa, acima de tudo, que aquilo que tinha de ser realizado, foi realizado. Tudo está completo! Não há mais nada a se acrescentar!

Assim, somos levados ao túmulo vazio, onde podemos encontrar a inscrição: “Ele não está aqui, porque ressurgiu!” Quando Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos, fez com que o cristianismo se tornasse  diferente das demais religiões.

Na ressurreição de Cristo a nossa esperança tornou-se viva e pernanente, pois com “ele vivemos e com ele reinaremos”. Hoje sabemos que “aquele que em nós começou a boa obra, a aperfeiçoará até o dia final”, pois Cristo ressuscitou e vivo está! Alelúia!