SEPTEMBER ELEVEN

Os atentados de 11 de setembro de 2001 ficaram registrados em nossas memórias para sempre. Ainda que saibamos de outros crimes ocorreram contra a humanidade, como o holocausto, e que hoje são reconhecidos e condenados pelas Nações Unidas e por todos os povos civilizados do mundo, ainda não tinha acontecido algo como isto, que o mundo presenciou via satélite e ao vivo.

Estas imagens podem ser reprisadas a qualquer hora, pois se encontram na rede mundial de computadores e também nos arquivos de emissoras de TV por todo o mundo, deixando qualquer pessoa estarrecida, pelo grau de frieza, precisão e desvalorização da vida de inocentes que foram vítimas desse ato terrorista, sem precedente na história moderna da humanidade.

Deixando de lado os aspectos políticos e de fanatismo religioso e cultural, que fazem parte dos elementos que com certeza contribuiram para esta desgraça, devemos como cristãos e cidadãos do mundo, repudiar qualquer ação semelhante, seja por quem quer que seja, em qualquer tempo ou em qualquer parte do mundo.

A vida humana precisa ser preservada a qualquer custo e todos somos responsáveis em contribuir para que cada pessoa seja respeitada na sua maneira de pensar e viver dignamente, ainda que tenhamos restrições culturais em muitos casos, mas todos os povos foram criados por Deus.

Cada vida é preciosa para Deus, esteja ela onde estiver, pertença a que cultura pertencer e fale o idioma que falar, são pessoas “criadas à imagem e semelhança de Deus”(Gen. 1:27) e são alvo das misericórdias do Senhor, que quer que “haja paz entre aqueles que Ele quer bem”(Lucas 2:14), razão pela qual enviou o seu filho, cujo nome é: “Deus forte, Pai da eternidade e Príncipe da paz.”(Isaías 9:6).

A tragédia de 11 de setembro, trouxe uma agressão ainda maior, pois foi realizada em “nome de Deus”, segundo os seus autores. O mundo não pode medir esforços para preservar o ser humano, com respeito, justiça e dignidade. Não existe perante Deus, nenhum povo ou nação superior. Todos carecemos das misericórdias de Deus.

 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê  não pereça,  mas tenha a vida eterna.” (João 3:16). Amém.

Sobre Vitor Hugo Mendes de Sá

Vitor Hugo Mendes de Sá é casado com Linéa Dias Mendes de Sá e tem duas filhas: Juliana e Mariana. É pastor por mais de 34 anos, evangelista, formado em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Tem cursos em clínica pastoral, capelania hospitalar, pós-graduação Latu Sensu em ciências políticas e educação(UNB), Liderança avançada pelo Instituto Haggai. É também, Bacharel em Direito(FDCI). Tem sido orador de conferências no Brasil e no exterior. Pastor da Primeira Igreja Batista na Penha-RIO. Autor dos livros: Orando com Propósito e Rompendo as Muralhas na Família, ambos publicados pela MK editora.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s