ser criançaAlguém escreveu, entre outros, que ser criança … “ É aceitar o novo e desejar o máximo. É acreditar no momento presente com tudo o que oferece. É aprender a existir, é se sentir amada, pertencente, é poder acreditar que há futuro. É aventura, é desafio. É conseguir perdoar muito mais do que brigar. É esquecer. É gostar de casquinha de sorvete, de bolo de chocolate. É viver intensamente o presente, não viver condicionado ao futuro, nem ruminando o passado. Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias, sorrisos e brincadeiras…

Em provérbios encontramos: “Instrui a criança no caminho em que deve andar, e mesmo quando envelhecer não se desviará dele” (Pv 22.6). Esta é mais uma das inúmeras verdades que a Bíblia coloca diante de nós. Negligenciar esta instrução é, com certeza, produzir dificuldades para toda a vida. O mês de outubro celebramos o “Dia da Criança”. Elas merecem receber atenção, o carinho, a dedicação, o amor, o cuidado dos seus pais, demais familiares e igreja de Cristo.

Modernos meios de orientação falham e falharão se não se fundamentarem nos ensinos que a Bíblia sempre indicou. Por esta razão, precisamos investir nas crianças, pois elas são o futuro da Igreja de Jesus Cristo. A Igreja, seguindo a Bíblia, deve preparar as crianças, para que elas também, se tornem em verdadeiros discípulos de Jesus, ensinando-as alcançar outras crianças e, muitas vezes, seus pais para Jesus, criando oportunidades para que cada criança possa cumprir a Grande Comissão, levando-as a compreender e viver os valores éticos inegociáveis da nossa fé.

Ensinar a criança a respeito dos valores e princípios bíblicos enquanto a criança, ainda está no processo de formação de caráter, é preparar um adulto consciente de sua responsabilidade com o próximo, responsável por zelar por sua família e alguém que dará continuidade às obras que glorificam o nome de Deus e geram crescimento para o Reino.

Vamos sim, investir no ministério infantil.

(Fonte: Texto pesquisado, copiado e adaptado – OJB/Internet)