Tags

, , , , , ,

O mundo inteiro acompanhou a operação de resgaste bem-sucedida dos 12 meninos e seu técnico, integrantes de um time de futebol, que foram encontrados vivos depois de 9 dias presos e sem comida em uma caverna na Tailândia.

Conforme declarações das autoridades, médicos, bombeiros e noventa mergulhadores envolvidos na equipe de resgaste, que reuniu cerca de mil outros dedicados profissionais em terra, o fato de terem encontrado os meninos e o treinador vivos dentro da caverna, “foge do comum”. O time era formado por garotos entre 11 e 16 anos, além do técnico de 25 anos.

“Obviamente eles estão muito fracos, mas estão todos vivos. Eles ficaram sentados em um pedaço de rocha, em um espaço reduzido”. Foi declarado ao programa Newsnight, da BBC. “Isso é realmente um milagre”.

A imprensa também noticiou, que quando os meninos foram encontrados pelos primeiros mergulhadores ingleses, o único do grupo que falava inglês e serviu de intérprete, era um garoto de 14 anos, que foi adotado por uma família cristã e que é um exemplo de vida na escola, com as melhores notas e fala fluentemente outras línguas.

A esperança no milagre, a fé em Deus motivou familiares e amigos dos garotos, que se reuniram na entrada da caverna para orar e louvar a Deus através de canções. “Acreditamos em Deus. Apenas a fé pode mover montanhas”, declararam as crianças na letra da música. “Estamos aqui para orar e cantar”, disseram os colegas de classe à imprensa internacional.

 

“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem” (Hebreus 11.1).

(Fonte: Guiame/ BBC)