Tags

, , , , ,

Neste início de ano, temos tomado conhecimento através da imprensa, de fatos tristes que tem interrompido o sonho de centenas de pessoas e famílias, de classes sociais e nacionalidades diferentes. Para ilustrar, relembro apenas três fatos:

No mundo do futebol, o avião que transportava o jogador de futebol argentino Emiliano Sala, de 28 anos, foi encontrado em uma praia da Normandia, na região do Canal da Mancha. A aeronave tinha desaparecido no dia 21 de janeiro, num voo que ia da França para o País de Gales.

No mundo da indústria ambiental, no dia 25 de janeiro, fomos surpreendidos com a notícia do rompimento da barragem de Brumadinho, que é classificado como um desastre de grandes proporções, com mais de uma centena de mortos e aproximadamente duas centenas de desaparecidos (nos resultados iniciais). Este tem sido considerado um dos maiores desastres industriais do século.

Ainda no mundo do futebol, no dia oito de fevereiro, a imprensa noticiou a tragédia do incêndio no dormitório do Centro de treinamento do time do Flamengo, no Rio de Janeiro, envolvendo atletas da base do clube e tinham entre 14 e 16 anos. O incêndio no alojamento ocorreu na madrugada, quando os jovens dormiam, deixando 10 mortos e 3 feridos.

Todas essas pessoas e famílias envolvidas nestas tragédias, tinham planos, projetos e sonhos, os quais foram interrompidos inesperadamente. A vida é assim! De um momento para o outro, os planos, sonhos e projetos podem ser interrompidos, sem aviso prévio e o pior, muitas das vezes, sem nos oferecer nenhuma outra oportunidade de começar de novo ou mesmo evitar os erros cometidos.

Não sabemos o que acontecerá amanhã. Que é a nossa vida? É um vapor que aparece por um pouco e depois se desvanece” (Tiago 4:14).