Adolescentes viciados em drogas e álcool

Adolescência é uma fase essencial à vida humana. É nela que, depois de viver o período no qual a verdade dos pais é a verdade absoluta, o ser humano vive uma busca intensa por suas próprias verdades. Daí ser comum, nesta idade, o conflito entre pais e filhos. Geralmente o problema maior é dos pais que, por não entenderem o processo de desenvolvimento do filho, continua a exigir uma postura incompatível com a idade.

Nessa fase, a pessoa vive um dilema: em alguns momentos quer ser tratada como criança; noutros, como adulto. Dá um nó na cabeça adulta, não poder prever ou controlar quando e onde essa necessidade se manifesta. Nó maior é a perda de controle sobre sua “criança”.

Nessa fase os hormônios estão à flor da pele e a crise existencial se manifesta. Extravasar todos os sentimentos decorrentes é um desafio tanto para quem vive a adolescência, quanto para quem acompanha quem passa por ela. Os ideais norteiam a caminhada. A luta pela coerência entre o que se acredita e o que se faz é fortíssima. A frustração também. Na caminhada vai-se percebendo que, nem tudo o que pensamos e sentimos pode tornar-se realidade na hora e na forma desejada.

Sendo uma fase de definições, carências e conflitos interiores, muitos se tornam presas fáceis das drogas. E aquilo que surge para “solucionar” problemas de curto prazo, pode tornar-se o problema de toda uma vida ou do fim dela. Por isso é fundamental que aprofundemos nosso conhecimento sobre este momento especial da vida e busquemos sabedoria para lidarmos com ele.

A sociedade brasileira está em processo de envelhecimento. O número de adolescentes se tornará menor a cada dia. Isso poderá aprofundar as diferenças entre faixas etárias e provocar maiores conflitos, caso não saibamos entender o que se passa, tanto em nível individual, quanto social. Orar por nós mesmos, para que saibamos ajudar pessoas na adolescência é um bom primeiro passo. Quem ora com sinceridade, se compromete com a causa pela qual ora. É hora, portanto, de orarmos pelos adolescentes e trabalharmos para que as drogas não façam parte de suas “soluções”. É hora de orar por aqueles que já caíram na cilada e buscarmos formas de ajudá-los a saírem da armadilha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s