ORAI PELA PAZ EM ISRAEL

(Texto extraído das considerações de Luiz Sayão – Fonte: Guiame)

Diante do reconhecimento de Jerusalém como Capital de Israel pelo presidente americano Donald Trump, muitas questões têm sido levantadas — uma delas é se a decisão é resultado de um cumprimento das profecias bíblicas a respeito do fim dos tempos.

Segundo o teólogo e hebraísta brasileiro Luiz Sayão, é um pouco cedo para “fazer afirmações escatológicas diante do reconhecimento dos EUA de Jerusalém”, conforme um texto publicado em seu Instagram na quarta-feira (13/12/17).

“Trata-se de um país aliado de Israel que formalizou uma realidade de 50 anos. Creio que Deus ama judeus e árabes. Mas, defendo o direito de Israel existir e me oponho ao terrorismo jihadista. O mundo muçulmano deve reconhecer Israel para que haja paz”, explica o pastor.

Nos últimos anos, Sayão tem realizado diversas viagens para Israel com grupos que têm o desejo de se aprofundar no conhecimento bíblico, histórico e arqueológico nas terras bíblicas. Em sua publicação, ele enumerou 8 motivos para os cristãos apoiarem a Terra Santa:

  1. Os judeus massacrados em um genocídio na Europa há duas gerações não possuem lugar seguro no mundo onde podem refugiar-se.
  2. Os judeus estão, em sua maioria, dispostos a negociar com árabes para uma solução pacífica no Oriente Médio.
  3. A terra de Israel possui os lugares mais importantes da fé monoteísta. Com o Estado de Israel, esses lugares são respeitados e abertos a todos, sem discriminação.
  4. Israel é uma democracia, com liberdade para árabes muçulmanos, minorias cristãs (árabes, gregos, armênios, etc), caucasianos, drusos e africanos refugiados.
  5. Israel é uma flor de cultura no Oriente Médio. Educação, ciência, progresso e desenvolvimento são palavras de ordem. São 12 vencedores de Prêmio Nobel em menos de 70 anos de existência.
  6. Os valores de Israel são os meus valores: diversidade, liberdade, democracia. Eu me identifico com isso.
  7. Há um abismo entre Israel e os seus vizinhos em termos de liberdades individuais, respeito à mulher e direitos humanos.
  8. Há um ódio irracional, incompreensível contra Israel e os judeus de modo geral. Eles são seres humanos, como os americanos, os alemães, os brasileiros, os árabes. Merecem respeito, sobrevivência e têm direito à defesa.

“Orai pela paz de Jerusalém! Sejam prósperos os que te amam. Reine paz dentro de teus muros e prosperidade nos teus palácios” (Salmo 122:6,7).

 

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Deus responde orações?

(Texto: Marilyn Adamson)

Você conhece alguém que realmente confia em Deus? Quando era atéia, uma grande amiga minha costumava me contar toda semana algo específico pelo que ela estava orando, na certeza de que Deus iria tomar providências. E toda semana eu costumava contemplar Deus agindo de maneira incomum para responder suas orações. Você sabe como é difícil para uma atéia observar fatos como esses, semana após semana? Depois de um certo tempo, dizer que não passava de “coincidências” se tornou um argumento muito fraco.

Então, por que Deus respondia as orações da minha amiga? A maior razão para isso é porque ela tinha um relacionamento íntimo com Ele, desejava segui-lo e, realmente ouvia o que Ele tinha a dizer. Em sua mente, Deus tinha o direito de dirigir sua vida e ela o fazia se sentir bem-vindo para fazer justamente isso! Quando ela orava por determinada coisa, era porque, de certa forma, se sentia muito confortável ao se achegar a Deus com suas necessidades, suas preocupações, ou qualquer assunto referente a sua vida. Além disso, estava convencida, pelo que lia na Bíblia, que Deus queria mesmo que ela descansasse nele assim.

Ela basicamente colocava em prática o que esta frase bíblica diz: “Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5:14 ) “Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e os seus ouvidos estão atentos à sua oração, mas a face do Senhor está contra os que praticam o mal.” (1 Pedro 3:12 )

Então, por que Deus nem sempre responde às orações de todos?

Pode ser porque nem todos tenham um relacionamento com Ele. Eles devem saber que Deus existe, devem até adorar a Deus de vez em quando. Mas esses que nunca parecem ter suas orações respondidas, provavelmente não desenvolveram um relacionamento com Deus. Além disso, eles nunca devem ter recebido de Deus perdão completo de seus pecados. “O que uma coisa tem a ver com a outra?”, você deve estar se perguntando. Aqui está a explicação: “Certamente, o braço do Senhor não está encolhido para salvar, nem seu ouvido fechado para ouvir. Mas suas iniqüidades separaram vocês de Deus. Seus pecados esconderam a face dele de vocês, então ele não os irá ouvir.” (Isaías 59:12)

É muito natural sentir essa separação de Deus. Quando as pessoas se voltam para Ele a fim de colocá-lo a par de algo, ou para pedir algo, o que geralmente elas fazem? Começam dizendo: “Deus, eu realmente preciso da tua ajuda neste problema…”. E aí há uma pausa, seguida de: “Eu sei que não sou uma pessoa perfeita, que realmente não tenho direito nenhum de te pedir isso…”. Existe um conhecimento pessoal de pecados e fracassos. E a pessoa sabe que Deus está ciente disso também. Há uma noção de: “Com quem penso que estou brincando?”. O que eles não devem saber é como podem receber o perdão de Deus por todos os seus pecados e como podem desenvolver um relacionamento pessoal com Deus, para que então Ele possa ouvi-los. Este é o fundamento básico para que Deus responda suas orações.

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , | 1 Comentário